-Módulo 3
Módulo 3 2018-07-27T10:52:58+00:00

Módulo 3

Temas

  1. FUNDAMENTOS. Teorias de aprendizagem;
  2. FUNDAMENTOS. Motivação e como gerir comportamento
  3. PRÁTICA. Planificação em três fases: alvos, atividades e avaliação; como aproveitar currículo já preparado
  4. PRÁTICA. Aplicação como finalidade (Relevância, Finalidades, Wilkinson, A Lei de Aplicação, dimensões funcionais)
  5. A SUA CLASSE. Didáticas específicas
  • Adultos: Clareza e coerência na comunicação; Perguntas e discussão
  • Adolescentes e Jovens: A importância de relações pessoais (mentoria, discipulado, o grupo pequeno, modelagem)
  • Crianças: memorização e aprendizagem significativa (que faz sentido para o aluno)

Duração

Seis semanas (1 semana de orientação e apresentações + 5 semanas de estudo)

Conteúdos

Semana 1. Teorias de aprendizagem

Nesta unidade vamos reflectir sobre o aluno. Vamos pensar sobre a forma como todos aprendem. As teorias de aprendizagem fornecem uma maneira de ver como todos nós somos iguais como alunos na nossa aprendizagem. (No Módulo 4, vamos considerar uma outra forma de refletir sobre os nossos alunos — estilos de aprendizagem. Neles, veremos que cada um de nós, como aprendizes, somos diferentes e distintos. As duas abordagens vão se complementar.)

Vamos tentar simplificar a nossa abordagem quanto às teorias de aprendizagem, colocando-as em três famílias. Também vamos considerar potenciais implicações destas famílias para o nosso ensino.

Semana 2. Motivação e também como gerir comportamento

Ao pensar sobre o ministério de ensino, normalmente pensamos no ato de ensinar. Mas há outras atividades que não sejam o ensino em si, que também estão envolvidas. Chamam-se Funções Executivas. Representam as responsabilidades do professor que vão para além do ato de ensino em si. São cinco: 1) planificar (que vamos abordar na próxima unidade); 2) criar um ambiente propício para a aprendizagem; 3) motivar; 4) gerir o comportamento dos alunos; e 4) avaliar.
Nesta unidade estudaremos as duas atividades de motivar e gerir o comportamento dos alunos. Mesmo que não sejam o ensino em si, estas atividades são importantes para o sucesso do ensino-aprendizagem. O aluno tem que estar motivado para querer aprender; sem motivação a tarefa passa a ser bastante mais difícil.
Também o comportamento da classe possa ser um impedimento à aprendizagem. “Quando os professores falam dos problemas mais difíceis que vivenciaram nos primeiros anos em que ensinaram, mencionam com maior frequência a gestão da sala de aula e a disciplina” (Arends, 1995, 185). Refere-se ao estabelecimento e manutenção de uma qualidade de comportamento dos alunos que facilita a aprendizagem.

Semana 3. Planificação em três fases: determinar o(s) alvo(s), escolher atividades e planear para avaliar. Como melhor aproveitar currículo já preparado.

Nesta unidade vamos abordar o processo de planear uma lição. Há muitos aspectos que poderiam ser tratados, mas vamos oferecer uma visão global para o processo que vai ser útil para o seu ministério no futuro. Basicamente apresenta três momentos, nomeadamente decidir: 1) para onde queremos chegar (alvos), 2) como é que vamos chegar lá (atividades), e 3) verificar se aprendizagem aconteceu. É o ciclo de planificação.

Também nesta unidade queremos dar algumas sugestões de como melhor aproveitar um currículo já montado. É comum, na EBD, usar currículo pre-preparado, normalmente comprado. Queremos dar algumas sugestões de como melhor aproveitar aquele currículo.

Semana 4. Aplicação como finalidade (Wilkinson, A Lei de Aplicação)

Para o nosso ensino produzir transformação vivencial, é preciso que seja relevante. Neste Unidade, vamos explorar este conceito de relevância e também o conceito de aplicação em si. Vamos também considerar a Lei de Aplicação de Wilkinson (As Sete Leis do Ensino) como forma prática de assegurar ensino relevante.

Semana 5. Didáticas específicas

Nesta unidade vamos considerar uma variedade de práticas específicas. Cada um é relevante para qualquer grupo etário, mas estão organizadas por grupos etários, cada prática sendo colocada no grupo onde faz maior sentido. As práticas e grupos etários são os seguintes:

  • Adultos: 1) clareza e coerência na comunicação, 2) o uso de perguntas e discussão;
  • Adolescentes e Jovens: A importância de relações pessoais (mentoria, discipulado, as dinâmicas do grupo);
  • Crianças: Memorização e aprendizagem significativa (que faz sentido para o aluno).

Custos

  • Veja o preçário
  • Há a possibilidade de descontos para grupos da mesma igreja ou para membros de certas instituições evangélicas. Contacte-nos para mais informações (geral@teofilos.org).