Módulo 4

Temas

FUNDAMENTOS

Unidade 1. Estilos de aprendizagem

PRÁTICA — Diversificar o ensino

Unidade 2. Centrar no professor e o método direto

Unidade 3. Centrar no aluno e o método indireto

Unidade 4. Centrar no grupo e o método colaborativo; diversificar os elementos envolvidos no ensino-aprendizagem

A SUA CLASSE

Unidade 5. Implicações de cultura no ensino e aprendizagem

Duração

Seis semanas (1 semana de orientação e apresentações + 5 semanas de estudo)

Conteúdos

Semana 1. Estilos de aprendizagem

No Módulo 3, são consideradas as teorias de aprendizagem que apresentam o modo como todos nós somos iguais quanto à nossa maneira de aprender. Aquelas teorias descrevem como todos nós aprendemos. Mas é possível, também, refletir sobre o processo de aprendizagem do ponto de vista individual, porque cada um de nós tem as suas próprias preferências em relação ao método como melhor aprendemos; somos todos diferentes e distintos. Este é o assunto que trataremos nesta Unidade — os chamados estilos de aprendizagem.

Semana 2. Centrar no professor e o método direto

A partir desta unidade, vamos começar a abordar três opções diferentes quanto à orientação geral do ato de ensino-aprendizagem: 1) centrado no professor, 2) centrado no aluno e 3) centrado no grupo. Vamos explicar quando é apropriado usar cada abordagem e também como fazê-lo. Como veremos, o uso de uma abordagem, que não seja a mais indicada para um certo contexto, pode criar confusão e frustração. Mas, o uso da abordagem mais apropriada à situação cria o ambiente certo para o crescimento e a aprendizagem. Estes conceitos não são complicados, mas são importantes.

A primeira abordagem coloca o professor como o elemento central do ensino-aprendizagem; o método usado nesta abordagem é designado por ensino direto. É a abordagem mais comum no ensino tradicional.

Semana 3. Centrar no aluno e o método indireto

Nesta unidade vamos tratar o ensino indireto, o nome dado para o tipo de ensino-aprendizagem que se centra no papel do aluno. A forma de orientar este tipo de ensino chama-se o método indireto. Neste modelo, os alunos mexam com as ideias e conceitos com o alvo de eles próprios criarem ou construírem algo novo. Este “algo novo” poderia ser coisas como: uma reflexão de um estudo de caso, uma análise de um procedimento para que seja mais eficaz, a criação de um plano de ação para um projeto, a avaliação dos seus valores quanto à riqueza, etc. Para além deste alvo de criar e formar a sua própria aprendizagem, o segundo alvo geral é que o aluno ganhe novas capacidades de aprender por si.

Semana 4. Centrar no grupo e o método colaborativo

Nesta unidade, vamos abordar a terceira opção que poderia ser usada em conjunto com as outras duas opções – ensino-aprendizagem centrado no grupo. Esta abordagem toma proveito das vantagens oferecidas pela possibilidade dos alunos a estudarem numa forma colaborativa em grupo.

Semana 5. Implicações de cultura no ensino e aprendizagem

A realidade de hoje é que as nossas comunidades são multiculturais. Temos que entender as implicações disto para o nosso ensino. Esta unidade vai oferecer uma explicação do que é ensino e como é que podemos estar atentos à sua influência no ensino e na aprendizagem.

Custos

  • Veja o preçário
  • Há a possibilidade de descontos para grupos da mesma igreja ou para membros de certas instituições evangélicas. Contacte-nos para mais informações (geral@teofilos.org).